Awen /I\

Esta pequena palavra galesa é usada no druidismo em sua língua original por ser de difícil tradução. Outro motivo de mantê-la sem traduzir é devido à sua sonoridade, normalmente entoada nos rituais na forma de um poderoso mantra. Seu significado é “inspiração que flui”. Nas palavras de Phillip Shalcrass (líder da BDO) awen é "aquela estranha sensação de formigamento que nos domina ao contemplarmos uma bela peça de arte, ao ouvirmos uma linda canção pela primeira vez, ao vermos o rosto da pessoa que amamos”, enfim, é a sensação de vida que nos arrebata ao permitirmos que nossas sensações se manifestem através de nosso corpo. Esse fluxo de inspiração que jorra (outra definição para awen) não deve ficar represado, deve se transformar em ação. Um dos desafios para o druida moderno é justamente esse: transformar inspiração em ação. Esse jorro pode brotar também de um momento de ódio e indignação. Podemos produzir um lindo quadro ou uma bela poesia depois de sermos arrebatados pela visão de um estonteante pôr-do-sol, da mesma forma que, ao vislumbrar um rio poluído, podemos nos encher de coragem para protestar e tomar alguma atitude que altere essa condição do rio.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Enganos que fazem toda a diferença...


Sabe, dentro do caminho da Bruxaria há muitos conceitos errados ou misturados. Pensando nisso, quero deixar alguns aqui registrados para poder ajudar (como me ajudaram), a entender que por mais que as coisas pareçam à mesma coisa, não são e fazem toda diferença.



Conceitos de: 

Magia: é o ato da prática individual, formada por rito próprio, com base em intenção, energia e objetivo. Conhecido o ato mágico como feitiçaria. 

Religião: é formada por fundamentos padrão onde se objetiva num rito coletivo, possuem bases, regras e leis próprias e conduzem por um caminho específico. Também conta com um corpo religioso e local de rito comum e aberto. Conhecido como instituição, abrange quaisquer doutrinas, filosofias ou seitas.

Ou seja, Bruxaria não é uma religião, é no máximo "um modo de vida"... um caminho a trilhar, um caminho natural.

Outros conceitos que merecem melhor elucidação:

Bruxaria tradicional: Toda bruxaria é tradicional, também é conhecida como Witchcraft, são cultos pré-cristãos europeus e suas bases são o politeísmo, a ancestralidade e o folclore regional (costumes, práticas e espiritualidade de um povo) com ritualísticas próprias. Generalizando, a bruxaria seria o xamanismo europeu. 

Druidismo: Originalmente associado à religião dos celtas. É um caminho espiritual de natureza pagã. Pagão, em termos espirituais é aquele que acredita na sacralidade da natureza e de todas as formas de vida. Os Druidas eram os sacerdotes que cuidavam dos ensinamentos dos celtas...


Xamanismo: rótulo generalista para antigas culturas religiosas, a palavra xamã etimologicamente vem da Sibéria. É provavelmente a mais antiga prática espiritual, médica e filosófica da humanidade, um conjunto de crenças ancestrais que resgata a relação sagrada do homem com o Planeta. Muitos autores reconhecem no xamanismo, a raiz pré-histórica de todas as religiões, este ligado as bases da magia natural; são observados rituais e crenças semelhantes ou idênticas as dos xamãs siberianos tais como tratamento de doentes, profecias, ritos à natureza e a prática do êxtase. Xamã é o curador, sacerdote da tribo que "viaja" entre os mundos para obter informações e ajudar as pessoas. O termo xamanismo hoje é empregado para a maioria das práticas religiosas voltadas a antigas crenças / crenças tribais, muito embora sua origem seja restrita a nomenclatura siberiana.

Aproveitando o gancho ali, falarei um pouco da definição de Politeísmo, panteísmo, monoteísmo e ateísmo...

No panteísmo: prevalece a idéia de um Deus que vive em tudo complementando e coexistindo pacificamente com o conceito de múltiplos deuses associados com os diversos elementos da natureza... Tudo que existe é manifestação divina. 
O Politeísmo: faz menção a vários deuses. Vários deuses formados por energias específicas. 
Monoteísmo: já seria a devoção a apenas um Deus. 
E ateísmo: seria a ausência de divindade (crença);  

Outra confusão/associação comum é entre ancestrais e antepassados:

Ancestrais:  que nos deram a vida, de um ventre ao outro, de mão em mão, de sopro em sopro sagrado, no entremear-se das almas através dos milênios sobre esta Terra. Os ancestrais são nossos predecessores e nossas próprias vidas passadas, e estão presentes dentro de nós em nossos genes, em nossas células. Portanto, a célula do nosso corpo contém ecos de nossa família, e influenciam na forma de percebermos a realidade.
A conexão com nosso passado, com aqueles que vieram antes de nós, nos ajuda a encontrar força e sabedoria para caminhar no futuro. Nós somos o resultado de milhares de pessoas, que viveram, aprenderam, criaram, ensinaram. Eles tornaram possível nossa realidade, errando ou acertando. Eles honravam os que já passavam por nossa Terra. Os que eles fizeram no passado impactam as gerações presentes. 

 antepassados...

 "O reino animal experimenta as mais estranhas transições no período terciário, sob as influências do meio e em face dos imperativos da lei de seleção.
 Mas, o nosso raciocínio ansioso procura os legítimos antepassados das criaturas humanas, nessa imensa vastidão do proscênio da evolução anímica.
Examinada, porém, a questão nos seus prismas reais, vamos encontrar os primeiros antepassados do homem sofrendo os processos de aperfeiçoamento da Natureza. No período terciário a que nos reportamos, sob a orientação das esferas espirituais notavam-se algumas raças de antropóides, no Plioceno inferior.  Esses antropóidesantepassados do homem terrestre, e os ascendentes dos símios que ainda existem no mundo, tiveram a sua evolução em pontos convergentes, e daí os parentescos sorológicos entre o organismo do homem moderno e o do chimpanzé da atualidade.
        Reportando-nos, todavia, aos eminentes naturalistas dos últimos tempos, que examinaram meticulosamente os transcendentes assuntos do evolucionismo, somos compelidos a esclarecer que não houve propriamente uma "descida da árvore", no início da evolução humana."
E para finalizar, uma questão muito importante pra quem está nesse caminho, saber diferenciar entre animais guardiões, animais de poder e animais que chamamos de auxiliares...
Definição: Animal de Poder
É a ligação do elo homem a egregora do animal espiritual, esta egregora é formada pela essência de uma determinada espécie, tal como o Clã da Serpente, do Dragão, do Urso, etc.
O animal de poder é um facilitador, onde ao realizar a mesclagem energética lhe trará atributos espirituais, tal como um guia em outros mundos.
O Contato com o animal de poder traz expansão de consciência, altera os níveis energéticos, reabilita dons de profecia, cura, proteção, projeção astral entre outros.
O contato com o Animal de Poder só é conquistado através de um transe profundo, a aproximação do animal de poder só é feito a partir de uma iniciação, de um trauma, familiar ou merecimento.

Definição: Animal Guardião
Corresponde com as características mais profundas simbolizadas pela qualidade animal, os animais guardiões são protetores, se mantém na espiritualidade, porém a sua ação é no plano físico, alguns bruxos conseguem alterar suas feições, ou alteração completa para o seu animal guardião,
também é possível a projeção astral na forma do animal guardião, porém o acesso é limitado à vibração o que não ocorre com o animal de poder onde a profundidade espiritual é bem mais acentuada.
Exemplo: a força do Urso, a cura da serpente, a visão da águia, a velocidade do jaguar, assim por diante.
Os animais guardiões em via de regra são os primeiros a aparecer em trabalhos de cunho xamanico/ espiritualistas.
Os auxiliares são animais que nos ajudam em determinado momento. Ex: Vc pode sentir a presença de um felino a sua volta e nem por isso ele ser seu animal. 

9 comentários:

  1. Texto completíssimo, muito bem!

    ResponderExcluir
  2. Um ótimo texto de referência, quase um sumário! imperdivel mesmo! quem sabe agora as pessoas do mundo virtual consigam entender a palavra "conceituar" de forma coeasa!

    http://bruxaria-tradicional.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. cada coisa em seu lugar
    cada qual com seu devido nome
    parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  4. Definições são importantes para esclarecimentos. Parabéns. Ótimo texto

    ResponderExcluir
  5. Conceituação básica! Espero que as pessoas possam discernir melhor o real entendimento sobre a bruxaria!

    ResponderExcluir
  6. Muito legal o texto... parabéns!

    http://alcorujao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. kunjungan penuh persahabatan+folow
    pleas folow back
    penyuluh perikanan
    http://penyuluhpi.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. o texto sobre awen que está no topo do blog é meu, publicado no site do grupo que faço parte. por favor, dê os crédtos, ok? o link é http://www.druidismo.com.br/Index/Druidismo/Entries/2010/10/11_druidismo_ontem_e_hoje.html
    obrigada,
    Andréa Éire

    ResponderExcluir